“A gente é tão pequeno, gigante no coração.”
O Teatro Mágico   (via paramour-universe)
“Eu não preciso chorar para mostrar que estou triste. Nem gritar para dizer que sinto dor. Muito menos sorrir para Deus e o mundo para provar que sou feliz. Não preciso aparentar para ser, demonstrar para estar. Meu mundo acontece aqui dentro. E ele não é menor ou maior que o seu: é simplesmente o meu. Ele é meu com todas as letras, ele é meu em cada palavra, com todos os silêncios, com todos os incêndios. Eu ouvi meu choro, eu escutei meu grito, eu senti minha dor e eu gargalhei em paz sem precisar invadir o seu mundo com coisas tão minhas, com coisas tão lindas, com coisas tão findas que se repetem infinitamente: aqui dentro.
Eu me chamo Antônio.   (via refetuada)
“Faria alguma diferença se eu dissesse que ninguém poderia amar alguém tanto quanto eu amo você?”
Efeito Borboleta.  (via refetuada)
“Sou frágil igual um vidro.
Mas corto na mesma intensidade.”
O labirinto de Louis Miller. (via effingos)
“Mas aí lembrei, no meio da minha gargalhada, como eu queria contar essa história para você. E fiquei triste de novo.”
Tati Bernardi.   (via r-ecitada)
“Ela era do tipo que adorava cheirar flores. Ele era do tipo “não sou flor que se cheire”.”
A Escritora de Bar.  (via florejeiras)
“O que sinto não sei dizer.”
Legião Urbana  (via a-lucinadora)

lovucky